3.3. Recipientes alternativos para lixo residencial

Entre a boa disposição do administrador e a execução, pela população, dos procedimentos propostos para acondicionamento do lixo, há uma grande barreira: os recipientes para lixo são caros para a maioria da população urbana brasileira que é muito pobre! Há o risco de lixo virar luxo.

No Nordeste, por exemplo, são comuns os recipientes para lixo feitos a partir de pneus usados de automóveis ou caminhões. A solução, se não é tecnicamente perfeita, é operacionalmente aceitável e ainda gera emprego para artesãos!

Cada contenedor de lixo é, portanto, confeccionado a partir de um só pneu usado. Seu tamanho e forma dependerão do tipo de pneu utilizado, bem como da seção cortada para se fazer o fundo.

Que tal promover em sua cidade um programa para confecção de tais tipos de recipientes por parte de mão-de-obra não qualificada ou de menores carentes em áreas de baixa renda?

Isso traria vantagens para a Prefeitura, tornando mais fácil a coleta de lixo. Por outro lado, iria proporcionar os recursos necessários à subsistência de pessoas que estão precisando trabalhar.