Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Reciclagem de madeira
País: Brasil
Fonte: www.setorreciclagem.com.br
Data: 8/2005
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Aproveitamento energtico de resduos de madeira e florestais na forma de Briquetes

A densificao do resduo atravs do processo de briquetagem consiste na compactao a elevadas presses, o que provoca a elevao da temperatura do processo da ordem de 100 C. O aumento da temperatura provocar a "plastificao"da lignina, substncia que atua como elemento aglomerante das partculas de madeira. Isto justifica a no utilizao de produtos aglomerantes (resinas, ceras, etc).

Para que a aglomerao tenha sucesso, necessria uma quantidade de gua, compreendida de 8% a 15% e que o tamanho da partcula esteja entre 5 e 10 mm. O dimetro ideal dos briquetes para queima em caldeiras, fornos e lareiras de 70 mm a 100 mm, com comprimento de 250 a 400 mm. Outras dimenses (dimetro de 28 a 65 mm) so usadas em estufas, foges com alimentao automtica, grelhas, churrasqueiras etc.

Equipamento de Briquetagem - Briquetadeiras
No equipamento do tipo Prensa Briquetadeira de Pisto, a compactao acontece por meio de golpes produzidos sobre os resduos por um pisto acionado atravs de dois volantes. Do silo de armazenagem (areo ou subterrneo) os resduos so transferidos para um dosador e briquetados em seguida (forma cilndrica). O briquete deste processo tem as seguintes caractersticas:

Densidade: 1.000 kg/m3 a 1.300 kg/m3
Consumo: 20 a 60 kWh/t
Produo: 200 a 1.500 kg/h
P.C.I: 4.800 kcal/kg (20,1 MJ/kg)
Volteis: 81%(base seca)
Cinzas: 1,2% (base seca)

Na Briquetadeira Por Extruso o produto obtido com 5% de umidade, ou menos. Quando a matria prima conduzida para a parte central do equipamento, chamada matriz, a mesma sofre intenso atrito e forte presso, o que eleva a temperatura acima de 250 C, fluidificando-a. Posteriormente, o material submetido a altas presses, tornando-se mais compacto. No final do processo, o material naturalmente resfriado, solidificando-se e resultando um briquete com elevada resistncia mecnica. A lignina solidificada na superfcie do briquete o torna tambm resistente umidade natural. Nesse caso o briquete apresenta as seguintes propriedades:

Densidade: 1.200 a 1.400 kg/m3
Consumo: 50 a 65 kWh/t
Produo: 800 a 1.250 kg/h
P.C.I.: 4.900 kcal/kg (20,5 MJ/kg)
Volteis: 85%
Cinzas: < 1%

Os consumidores finais ocupam um lugar de destaque na comercializao do briquete. O uso de briquetes est associado preservao ambiental pois aproveita resduos e substitui a lenha e o carvo vegetal. Nos grandes centros, capitais e grandes cidades, o briquete tem seu papel destacado, competindo diretamente com a lenha e o carvo vegetal. Na cidade de So Paulo, por exemplo, existem 5.000 pizzarias e 8.000 padarias das quais aproximadamente 70% utilizam fornos a lenha. Atualmente, os fabricantes de briquetes no tem produto suficiente para atender este mercado em sua totalidade. Uma pizzaria ou padaria utiliza em mdia o equivalente a 4 toneladas de briquete por ms. Para abastecer apenas a regio metropolitana da cidade de So Paulo, necessita-se de 36.400 toneladas por ms de briquetes, o equivalente a 254.800 metros cbicos de lenha por ms (1 tonelada de briquete equivalente a 7 m3 de lenha ).

fonte: InfoEner USP - http://infoener.iee.usp.br