Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Reciclagem de latas gera R$ 400 mil
País: Brasil
Fonte: http://www.setorreciclagem.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=949
Data: 2/2010
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
A Amape estima que, apenas na Regio Metropolitana do Recife, foram recolhidas mais de 150 toneladas de latinhas durante os cinco dias de festa. Cada quilo vendido pelos catadores, em mdia, por R$ 1,50 ou R$ 2. Resultado aproximado: R$ 300 mil, sem contar as prvias e os tradicionais carnavais de municpios como Bezerros e Triunfo, localizados em outras macrorregies do estado. Uma contribuio significativa para esse resultado veio da prpria Amape, que, com o apoio da ONG brasiliense Abralatas, desenvolveu um projeto social junto a 50 catadores da Regio Metropolitana do Recife. Os trabalhadores receberam uma bolsa-alimentao diria de R$ 30 e um uniforme composto por camisa e bon. Alm disso, se viram representados por um boneco gigante de quatro metros de altura, colocado prximo ao palco do Fortim do Queijo, em Olinda. Os 50 participantes foram escolhidos a partir do contato da Amape com a associao de catadores Separe, localizada em Jardim Atlntico, Olinda. "Conseguimos os nomes das pessoas que j estavam trabalhando na folia e, ento, fizemos o cadastramento", explica o presidente da Ong, Srgio Nascimento. Por ser um produto de alto valor agregado, o alumnio pode ser trocado em diversos pontos das cidades. Em Olinda, a empresa de bebidas Ambev e a prefeitura montaram postos especiais para o comrcio. "No carnaval, importante que as vendas possam ser feitas em uma rea prxima e em volumes pequenos.Isso permite que o profissional no perca tempo na atividade." O campeo de coleta no projeto da Amape foi Antnio Jos Campos, 55, morador de Jardim Atlntico. A rotina dele foi para l de puxada, com apenas quatro horas de descanso por dia. Mas nada que fosse motivo para desnimo. "Ganhei quase R$ 450. Comecei a trabalhar na sexta-feira e s parei na quarta tarde. Valeu muito a pena. Com o dinheirinho, vou poder ajeitar a casa e comprar umas roupas", comemora. O segundo lugar ficou com Mrcio Lucas, 24, que vendeu cerca de 150 quilos de latinha e faturou quase R$ 300. Isso porque ele "s" trabalhou da segunda-feira at Quarta de Cinzas (quando o movimento bem mais fraco). Agora, Antnio e Mrcio esperam novas aes de incentivo, que, se dependerem da Amape, no devem tardar. Srgio Nascimento planeja desenvolver um projeto semelhante no So Joo, beneficiando cerca de cem catadores. fonte: www.diariodepernambuco.com.br