Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Descarte eficiente
País: Brasil
Fonte: http://planetasustentavel.abril.com.br/noticia/lixo/descarte-eficiente-destino-inteligente-objetos-sem-utilidade-510251.shtml
Data: 3/2010
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Conforme uma pequena ou mdia empresa prospera, mquinas se tornam obsoletas, mveis ficam velhos e muitos outros objetos perdem a utilidade. Veja sete jeitos de dar um destino inteligente quilo que no serve mais Ceclia Abbatti Revista Exame PME 10/2009 A prosperidade de uma empresa pode ser medida por indicadores como crescimento das vendas, aumento de participao no mercado e nmero de novos clientes conquistados. Mas outra caracterstica dos negcios bem-sucedidos s vezes tambm se materializa no acmulo de tudo que vai perdendo utilidade numa trajetria de expanso - mveis que precisam ser trocados, computadores obsoletos ou mquinas que no servem mais. "Inutilidades se acumulam em empresas de qualquer tamanho", diz Juliano Graff, scio do fundo Master Minds, de Campinas, em So Paulo, que investe em empresas emergentes. "Mas vejo que muitas vezes os empreendedores no do um destino inteligente a esse patrimnio." Quem j lidou com esse tipo de problema sabe que se livrar do que j no serve envolve buscar respostas para uma srie de questes. D para ganhar dinheiro com a venda do que no se usa mais ou o valor de mercado nem compensa o esforo? Como encontrar o comprador certo? possvel ter vantagens fiscais ao doar coisas velhas? O que d para reaproveitar? Veja alternativas j testadas por pequenas e mdias empresas. 1. VENDER PARA OS FUNCIONRIOS s vezes, os objetos que se tornaram inteis para a empresa podem ter algum valor para os funcionrios. O mineiro Luciano Borba, de 56 anos, descobriu isso h aproximadamente dois anos, quando precisou substituir um computador de sua empresa, a RBC Editorao Eletrnica, de Ouro Preto, em Minas Gerais. Como Borba sabia que sua secretria queria comprar um computador, ele ofereceu a ela o equipamento antigo a um preo mais baixo que o de mercado. "Quando os outros funcionrios souberam, eles tambm quiseram fazer propostas pelo equipamento", diz Borba. Desde ento, funciona uma espcie de leilo interno. Sempre que algo vai ser substitudo nos escritrios da RBC, os funcionrios interessados tm um prazo para enviar por escrito uma proposta. Quando nenhum deles oferece um valor acima de determinado limite, o objeto doado a uma instituio beneficente escolhida pelos funcionrios. O engenheiro de computao Gustavo Grossi e o trainee de publicidade Jlio Csar Silva, por exemplo, no conseguiram arrematar nenhum equipamento at agora, mas j ajudaram a decidir quais instituies receberiam os mveis e computadores para os quais os lances foram muito baixos. O que pode ser vendido: Computadores, cmeras, mveis, eletrodomsticos, aparelhos eletrnicos. Vantagem: Os funcionrios retiram os objetos, eliminando o custo de transporte. Como proceder: preciso deixar claras as condies de garantia - se a empresa no se responsabiliza por defeitos ou se presta assistncia tcnica por algum tempo. 2. REAPROVEITAR PARTE DOS EQUIPAMENTOS Impressoras e computadores que, s vezes, no funcionam mais podem ser fonte de peas para a manuteno de mquinas semelhantes que continuam em operao. "Nas outras empresas em que trabalhei, vi muitos computadores ir para o lixo com peas que poderiam ser reaproveitadas", diz Cristian Gallegos, de 34 anos, scio da Tecla Internet. Quando, no final de 2007, ele assumiu a direo da Tecla, empresa de So Paulo que hospeda sites, encontrou nos equipamentos usados uma forma de poupar recursos. Hoje, sempre que um computador precisa ser trocado, os tcnicos da Tecla retiram peas como memrias e discos rgidos. "As peas usadas substituem partes defeituosas de outros computadores", diz Gallegos. O que pode ser reaproveitado: Peas de mquinas e de computadores. Vantagem: A empresa economiza recursos que seriam gastos com peas novas. "De cada computador fora de operao podem ser retiradas partes que, no mercado, custariam entre 300 e 2 500 reais", diz Gallegos. Como proceder: preciso calcular o custo da mo de obra para a retirada de peas dos micros velhos -- em certos casos, pode no compensar, principalmente se os tcnicos forem terceirizados. 3. NEGOCIAR PELA INTERNET Sites de classificados pela internet -- como Mercado Livre e QueBarato! -- so uma alternativa para pequenas e mdias empresas que buscam compradores para coisas usadas. Esses sites cobram uma comisso sobre o valor de venda, que pode variar de acordo com o tipo de produto que est sendo negociado. "Os classificados na internet tornam esse tipo de negociao muito mais rpida e segura do que se fssemos atrs de compradores por nossa prpria conta", diz o empreendedor Srgio Albuquerque, de 40 anos, scio da 3DGarage, empresa de So Paulo que desenvolve projetos para a internet. O que pode ser negociado: Objetos de pequeno valor e amplamente utilizados no mercado, como celulares e outros eletrnicos portteis. Vantagem ao usar: as opes de pagamento dos sites para receber pela venda, a empresa diminui o risco de tomar calote dos compradores. Como proceder: "Sempre fao uma pesquisa nesses sites para ver quanto esto cobrando por algo semelhante ao que quero vender", diz Albuquerque. "Isso evita que os artigos usados fiquem encalhados. Se a venda no acontecer, preciso pagar uma taxa de qualquer forma." 4. REUNIR LOTES COM VRIOS OBJETOS E LEILOAR At pouco tempo atrs, leiles de mercadorias sem uso eram praticamente uma exclusividade de grandes corporaes. Mas recentemente surgiram empresas que permitem aos donos de pequenos negcios reunirem-se para formar lotes de equipamentos e coisas usadas que possam ser vendidos nos preges. Uma delas a Superbid, de So Paulo. H dois anos, a Superbid criou um departamento para leiloar lotes de mercadorias sem uso em pequenas e mdias empresas. A cada 15 dias acontecem leiles de abrangncia nacional, nos quais um grupo de vendedores rene cerca de dez empresas. Um dos usurios do servio o paranaense Mark Parnes, de 36 anos, dono da Curitiba Tratores Rental, que aluga mquinas de grande porte usadas em construes. "Participo desses leiles sempre que preciso vender um equipamento que j no me serve mais", diz Parnes. O que pode ser leiloado: Itens que compensem a taxa cobrada para divulgar os leiles -- em torno de 500 reais por prego. Vantagem: Os leiles costumam ser uma alternativa mais rpida para vender equipamentos relativamente caros. "Ficar com escavadeiras, tratores e outros equipamentos de grande porte parados prejuzo certo, j que o dinheiro aplicado neles poderia render mais em outro investimento", afirma Parnes. Como proceder: Quanto menos interessados, maior o risco de que a mercadoria seja arrematada por um valor de venda prximo do lance mnimo. Por isso, o leiloeiro deve ser escolhido de acordo com seu poder de divulgao em determinados pblicos. 5. REFORMAR PARA NO PRECISAR COMPRAR comum que pequenas e mdias empresas precisem de tempos em tempos refazer o layout de seus escritrios e instalaes, o que exige adequar os mveis e as divisrias ao novo espao. Nem sempre preciso comprar tudo novo -- reformar a moblia pode ser uma alternativa para economizar e evita o problema de encontrar um destino para mesas, cadeiras e divisrias usadas. O que pode ser reformado: Mveis, divisrias, cortinas, persianas. Vantagem: "O custo de reformar o mobilirio antigo de 30% a 80% menor do que o valor dos mveis novos", diz Clara Barreiros, de 54 anos, proprietria da UP Solues Corporativas, especializada em reformar e restaurar mveis para empresas. Como proceder: preciso calcular quanto tempo a recuperao das peas vai levar, para saber como a empresa vai funcionar sem aquele recurso durante esse perodo. Se a reforma for feita fora da empresa, o transporte pode encarecer um bocado todo o servio. E, se for feito dentro de casa, pode atrapalhar os funcionrios. 6. DOAR A QUEM PRECISA Em alguns casos, compensa mais doar bens que j no tm utilidade do que tentar negoci-los de algum modo. H grandes associaes que fazem algum trabalho especfico, como assistncia a cegos e crianas carentes. Alm disso, quase certo que perto da empresa exista alguma escola pblica, conjunto habitacional ou microempresa que se interesse em buscar a doao. O que pode ser doado: Mquinas, equipamentos e mveis, entre diversos outros itens. Muitas dessas associaes aceitam qualquer coisa -- talheres, uniformes, livros -- para montar bazares que arrecadam fundos. Vantagem: O valor dos objetos doados a entidades sem fins lucrativos, projetos culturais e de apoio criana e ao adolescente pode ser abatido do imposto de renda. Como proceder: preciso emitir nota fiscal das doaes e, dependendo da legislao de cada estado, recolher o ICMS. Para as empresas isentas de impostos estaduais, basta redigir um documento com a relao dos bens doados ou emitir nota fiscal avulsa e manter esse registro arquivado. 7. FAZER PERMUTAS COM OUTRAS EMPRESAS Pequenas e mdias empresas podem usar redes de permuta para trocar objetos com outra empresa. Essas redes -- como Tradaq, Permute e ProRede -- organizam as trocas e recebem comisso pelo servio. O que pode ser permutado: Mveis, computadores, mquinas e equipamentos. Vantagem: As permutas so uma forma de achar equipamentos usados em bom estado sem ter de desembolsar por eles. Como proceder: Ao assinar um contrato de permuta, importante tomar os mesmos cuidados da venda e compra tradicional, especificando os bens envolvidos na troca, o local de entrega e a responsabilidade de cada parte pelo frete e pelo seguro. VEJA TAMBM: Lista de sites de empresas que aceitam doaes