• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: LEO VEGETAL: USAR BOM, RECICLAR MELHOR AINDA
País: Brasil
Fonte: http://www.meulixo.rj.gov.br/conteudo/planeta9.asp
Data: 4/2010
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
Curiosidade (texto):
Batata frita, bolinho-de-chuva, pastel de queijo, almndega... Estas delcias tm um ingrediente em comum: o leo vegetal. Para serem fritos, a maioria dos pratos usa o leo de cozinha vendido no mercado. O problema, que a grande maioria das pessoas nem sabe, que a enorme quantidade de leo que consumimos agride o ambiente. Depois de usado algumas vezes, o leo de cozinha precisa ser descartado. Porm, sem informao adequada, a maioria acaba jogando fora o que sobra sem qualquer cuidado, junto com o resto do lixo. Ao cair nos sistemas de esgoto, o leo provoca uma srie de agresses ao ambiente: impede a biodegradao natural do lixo orgnico, feita pelos micro-organismos, o que provoca o despejo de esgoto sem tratamento em mares, rios e lagoas; o leo tambm entope e rompe tubulaes e encanamentos, por conta de toda a gordura acumulada, aumentando o risco de transmisso de doenas; alm de poluir lenis freticos, alterando a qualidade da gua e de todo o ecossistema que ali habita. Toda essa ameaa ao ambiente cresce em ritmo exponencial. Para tentar reverter esse quadro, o Governo do Estado, atravs da Secretaria de Estado de Ambiente, criou o Programa de Reaproveitamento de leos Vegetais do Estado do Rio de Janeiro (Prove). O objetivo do programa, que consiste em uma rede de 35 cooperativas, , atravs de doadores, colaboradores e coletores, recolher a maior quantidade possvel de leo de cozinha usado no Estado. E a 5% desse leo vai para a pesquisa de biodiesel, enquanto os outros 95% so vendidos para empresas de vrios tipos de indstrias diferentes, como a petroqumica (que produz asfalto e biodiesel), a de sabo, a de cosmticos, a de raes e a de construo civil, ensina Raquel Regal, presidente da rede de cooperativas do Prove. De acordo com a Secretaria de Estado de Ambiente, s na Cidade do Rio de Janeiro so consumidos de 19 a 27 milhes de litros de leo por ano. No ano de 2008, o Prove coletou 50 mil litros de leo em todo o Estado, equivalente a menos de 0,2% do que despejamos no ambiente. J nos dois primeiros meses de 2009, graas aquisio de veculos para o transporte do leo, foram mais de 25 mil litros coletados pelo programa. O ideal, para que o nosso ambiente fosse prejudicado o menos possvel, seria coletar 4 milhes de litros por ms, explica Raquel. A melhor maneira de se desfazer do leo de cozinha usado junt-lo em casa em garrafas de plstico e entregar ou vender para algum que se proponha a coletar, aconselha Carmem Lucariny, assessora do presidente do Instituto Estadual do Ambiente (INEA). Ao se reciclar o leo de cozinha utilizando-o para a fabricao de biodiesel, fabricado um gerador de energia totalmente no-poluente, ou seja, o fim mais nobre que um resduo pode ter, explica.