• Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Reciclagem de resduos industriais movimenta cerca de R$ 480 milhes/ano no Estado do Cear
País: Brasil
Fonte: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/01011/0101130ceara.htm
Data: 1/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.reciclaveis.com.br/noticias/01011/0101130ceara.htm
Curiosidade (texto):
Proporcionalmente ao nmero de habitantes, o estado o que mais recicla no pas. O Estado do Cear possui 211 empresas atuantes no mercado de reciclagem de resduos industriais, que movimentam anualmente cerca de R$ 480 milhes e geram aproximadamente 3.150 empregos diretos. Os dados so do Sindicato das Empresas de Reciclagem de Resduos Slidos Domsticos e Industriais no Estado do Cear (Sindiverde). De acordo com o empresrio Ary Albuquerque, vice-presidente da entidade, esses nmeros reforam o posicionamento do Cear como o estado que mais recicla plstico no pas, proporcionalmente ao nmero de habitantes, com cerca de 14 mil toneladas de plsticos reciclados mensalmente. Alm da quantidade, a indstria cearense est preocupada com a qualidade do produto final e, por este motivo, investe na linha de produo, acrescenta. Albuquerque ressalta que o setor ainda possui um grande potencial de expanso para as indstrias atuantes no mercado e, tambm, para a criao de novas empresas de micro, pequeno e mdio portes, alavancando novos negcios e gerando emprego e renda para a sociedade local. Uma pessoa gera, em mdia, 800 gramas de lixo diariamente. Considerando que aproximadamente 40% so reciclveis, a projeo para a populao de Fortaleza, com 2,5 milhes de habitantes, seria de 60 mil toneladas mensais, ou seja, 24 mil toneladas seriam reciclveis, exemplifica. Segundo ele, o Brasil vem se posicionando como exemplo em reciclagem de alguns tipos de materiais. Nas latas de alumnio, possui o mais alto ndice de reciclagem mundial (91,5%), no plstico PET, vice-lder com 54,8%, atrs apenas do Japo, alm dos bons ndices na reciclagem de vidro (47%) e papel (45%). Isso mostra que estamos no caminho certo, avalia Albuquerque. Outro importante marco para o setor foi a aprovao, em agosto, da lei nacional de resduos slidos. Essa medida deve fortalecer a cadeia da reciclagem, ao propor um reajuste nas relaes fundamentais entre a sociedade e 800 mil catadores em atuao no pas, dando nfase na logstica reversa e focando na coleta seletiva, explica. Mesmo com as destacadas atuaes do Cear e do Rio de Janeiro e das iniciativas de outros municpios brasileiros, as atividades de coleta seletiva de materiais reciclveis no Brasil no acompanham o ritmo de crescimento da gerao de resduos no pas. Para avanar ainda mais, ser necessrio fortalecer o papel dos catadores e dos transformadores nesse processo porque eles so vitais para o desenvolvimento e implementao da nova lei como a gua essencial para a vida humana. Reciclar preciso, finaliza. Ary Albuquerque destacou ainda a realizao em Fortaleza, entre os dias 10 e 12 ltimos, da feira Recicla Nordeste, que recebeu mais de 10 mil visitantes e gerou negcios da ordem de R$ 6 milhes em equipamentos e tecnologias de reciclagem industrial. O empresrio anunciou ainda a fundao da Cmara Setorial do setor, com a participao do Sindiverde, da Federao das Indstrias do Estado do Cear (Fiece), da Agncia de Desenvolvimento do Cear (Adece), da Secretaria da Fazenda do Estado do Cear, da Prefeitura de Fortaleza, do Clube de Diretores Lojistas do Cear, de cooperativas de catadores, e de depsitos de sucata da capital. Finalmente, anunciou tambm a criao do Grupo de Inteligncia da Reciclagem, formado pela Universidade Federal do Cear, os Cefets (escolas tcnicas federais), alm de Senai, Sebrae e Nutec (Ncleo de Tecnologia do Cear), com a misso de estudar e pesquisar tecnologias e processos de reciclagem industrial. Fonte: Portal Fator Brasil