Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: LIXO ESPACIAL 4
País: Brasil
Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/lixo-espacial-2.php
Data: 2/2011
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-reciclagem/lixo-espacial-2.php
Curiosidade (texto):
Lixo espacial todo detrito proveniente de objetos lanados no espao e l abandonados, que permanecem na rbita terrestre (entre 250 km e 1000 km de altura) por tempo varivel. Sua quantidade tem aumentado muito, j que anualmente so lanados cerca de 100 foguetes, plataformas espaciais e satlites, que liberam pedaos, tanques de combustvel ou so desativados. Hoje estima-se a existncia de quase 3 mil toneladas deste lixo dando voltas na Terra, cerca de 6 mil objetos de tamanhos diversos. Acredita-se tambm que haja cerca de 330 milhes de partculas menores de um milmetro (originadas, em sua maioria, de exploses) em rbita.Desde 2001, 80 janelas de naves espaciais tiveram de ser trocadas devido a impactos com estas pequenas partculas. Todo este lixo est fadado a cair na Terra mais cedo ou mais tarde, conforme forem perdendo velocidade. Alguns objetos podem atingir 400 km/h na queda e chegar temperatura de 1000 graus Celsius. Mas, ao contrrio do que pode parecer, o principal problema do lixo espacial no a sua queda: boa parte do lixo entra em combusto ao entrar na atmosfera e se desintegra antes de alcanar o solo. Mesmo aqueles resduos maiores que acabam caindo geralmente atingem o mar, sem causar estragos, pois mais de dois teros da Terra composta de oceanos e no continente. O principal problema do lixo espacial a possibilidade de um equipamento que funcione, como satlites e nibus espaciais, se choquem com eles e sofram avarias que os inutilizem. Estes resduos circulam a uma velocidade muito grande, equivalente a dez vezes a velocidade de uma bala de rifle. Os resduos maiores ainda tm como serem monitorados por telescpio, e os foguetes, satlites e nibus espaciais orientados para se desviarem deles. Mas os menores de dez centmetros, no detectveis, podem causar srios estragos. Alm disso, sua permanncia em rbita pode atrapalhar a comunicao entre a Terra e os satlites em funcionamento. Especialistas estimam que, se nenhuma medida for tomada, quantidade de lixo espacial dobrar antes de 2010. Outro problema a possibilidade de exploso de partes de um antigo foguete que contenha combustvel, gerando uma reao em cadeia do lixo mais prximo. Uma das solues que se comea a implantar hoje fazer viagens de "transporte de lixo" das estaes espaciais para o planeta atravs de nibus espaciais. Outra um projeto militar americano de direcionar um laser de alta preciso a estes objetos que destrua os detritos espaciais. Fonte: www.conpet.gov.br