Curiosidades

  • Patrocinado por:

  • Busca

    Palavra Chave:

    Data:





Curiosidades


Assunto: Lixo vira biogs em aterro
País: Brasil
Fonte: http://www.nova.art.br/sil/principal/Noticias.asp?codNoticia=225
Data: 7/2012
Enviado por: Rodrigo Imbelloni
URL: http://www.nova.art.br/sil/principal/Noticias.asp?codNoticia=225
Curiosidade (texto):
Gs proveniente do lixo transformado em combustvel gerador de energia. Essa a ideia do projeto piloto desenvolvido pela Companhia de Gs do Estado (Sulgs), em parceira com a SIL Solues Ambientais e o Departamento Municipal de Limpeza Urbana de Porto Alegre (DMLU). Esta semana, um termo de cooperao foi firmado para a implantao de um sistema de purificao do biogs no aterro sanitrio de Minas do Leo, a partir do qual se espera atingir uma composio qumica semelhante do gs natural. O biogs uma mistura gasosa de dixido de carbono (CO2) e metano (CH4) produzida naturalmente em meio anaerbico pela ao de bactrias em matrias orgnicas. Em sua composio qumica, 50% metano, principal componente do gs natural. Para o diretor-presidente da Sulgs, Roberto Tejadas, a vantagem fundamental ser a produo de energia com o material que era desperdiado. Com a extrao e purificao do biogs para uso energtico, Tejadas projeta um novo movimento favorvel na economia gacha, alm dos benefcios ambientais. A destinao, segundo o diretor da Sulgs, ser a mesma do atual consumo do gs natural: gerao trmica, indstria e combustvel veicular. Tejadas explica que experimentos apontam para um resultado de pureza do biogs muito prximo ou "quase idntico" ao gs natural. A purificao, que comea a ser implantada ainda em maro, ser avaliada em baterias de testes. Conforme Tejadas, no segundo semestre deste ano a empresa j ter produzido um estudo sobre a viabilidade da produo em escala comercial do biogs. O aterro sanitrio de Minas do Leo o maior destino do descarte de resduos slidos gerados no Estado. Ele recebe 80 mil toneladas de resduos ao ms, provenientes de 140 municpios gachos, sendo a maior parte de Porto Alegre e regio Metropolitana. Conforme o gerente comercial da SIL, Antnio Saldanha Nunes, o aterro possui mais 23 anos de vida til. A empresa administra o empreendimento desde 2001. A possibilidade de larga produo do biogs, segundo o vice-presidente da SIL, Fernando Hartmann, bastante promissora, com capacidade mxima de 4,5 mil metros cbicos por hora. Para os testes, sero coletados 720 metros cbicos por dia.(Correio do Povo em 9.03.2011)